Psicoterapia do Adolescente

“Judy mostrava-se infeliz e irritada. Um problema de pele (acne) desfigurava-lhe o rosto, e ela agravava, beliscando-se e arranhando. Sentia-se feia e não saía de casa, onde passava horas intermináveis do dia e da noite lendo. Brigava com a mãe pelos menores motivos, acusando-a de não ter a mínima compreensão, e de nem mesmo a tentar compreender. 

O início da puberdade foi dominado por sentimentos de raiva e desespero que se alternavam com remorso e depressão… pensamentos suicidas e de morte enchiam as fantasias.“

"Adolescência, Uma interpretação Psicanalítica" - Peter Blos

 

A sociedade adulta nem sempre reconheceu as características específicas da adolescência. É o período de vida do indivíduo marcante e revolucionário. Já não se é criança, mas ainda não se é adulto.

 

Experimenta-se, sente-se, chora-se, namora-se, ama-se! Sempre prontos a descobrir o novo a adolescência deixa-nos marcas para a vida. É atravessada por imensos fenómenos de turbulência, muitas vezes em desfasamento com as exigências da socialização e em desfasamento também com aquilo que o adolescente espera de si próprio. O corpo, os amigos, a pertença a grupos, a música, as artes, assumem um papel vital na vida dos jovens.

 

Nem sempre o percurso deste caminho é feito de forma fácil. Confrontações, dúvidas e interrogações pairam no ar … e emergem angústias que muitas vezes não faladas são depois actuadas em comportamentos menos desejáveis.

 

Por vezes é preciso ajuda fora do contexto familiar e em grande clima de confiança.

© 2016 - 2020 feito por MG

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now